Jornalismo: mais do que luz e câmera… informação!

Contar histórias checando fontes, informações e relevância: ser jornalista é, acima de tudo, atuar com responsabilidade e pela paixão em informar.

Quem sonha em cursar o ensino superior nessa área, geralmente é atraído pelo vasto campo de atuação da comunicação.

Com a ascensão dos canais digitais, a atuação do profissional vem se expandindo e, além dos veículos de comunicação tradicionais, como TV, rádio e revistas, o jornalista também pode construir carreira nas variações on-line dos formatos, como revistas, programas de rádio (podcasts) e de vídeo digitais, além das empresas privadas, órgãos públicos e não governamentais, como assessoria de imprensa.

Ser comunicativo, observador e ter facilidade com a Língua Portuguesa são alguns dos diferenciais para quem deseja seguir carreira nessa área, além de uma postura essencialmente ética, com senso de responsabilidade e compromisso com a verdade.

Como funciona a graduação em Jornalismo?

Com duração de quatro anos, o curso de Jornalismo conta com uma grade curricular bastante dinâmica, com a integração de aulas teóricas e práticas, envolvendo desde as teorias da comunicação à produção de textos, fotografia, edição, radiojornalismo, webjornalismo etc.

Na UCDB, o acadêmico tem a opção de participar da produção de conteúdos jornalísticos das mais variadas mídias, vivenciando a realidade de um profissional da área desde o primeiro semestre, por meio do Laboratório de Comunicação – LABCOM – que possui estrutura necessária às atividades e equipamentos de última geração.

 

Ficou interessado em fazer graduação em Jornalismo? A UCDB oferece um dos cursos mais tradicionais do Estado, estrelado pelo Guia das Faculdades do Estadão de 2021 e conta com o melhor laboratório de Comunicação do Centro-Oeste.

 

 

Comentários