Estudar Design é para você? Descubra neste post!

Você com certeza já ouviu falar da profissão de designer. Antes pouco conhecido, hoje já é um trabalho com grande relevância social e que está expandindo cada vez mais seu mercado no país. Uma profissão que abre diversos campos de atuação e tem um viés criativo e artístico, podendo ser desempenhada até mesmo dentro de casa.

Se você chegou até aqui, certamente deseja estudar Design, certo? Mas o que o designer realmente faz? Pensando no crescente interesse pela área, escrevemos este pequeno guia para que descubra se essa ocupação combina com você.

Aqui, descrevemos como geralmente é o aluno que faz a graduação, o que você pode esperar do curso e quais são as áreas de atuação principais do profissional de Design. Pronto? Então, vamos lá!

Qual é o perfil do profissional de Design?

Se você é uma pessoa muito ligada ao campo visual − das imagens, dos desenhos e das formas −, o curso de Design pode ser uma boa escolha para seu futuro. O designer é o profissional responsável pela criação de produtos que transmitam uma mensagem ao seu interlocutor a partir de uma infinidade de recursos, como:

  • ilustrações;
  • animação gráfica;
  • embalagens e criação de novos produtos;
  • placas de trânsito e outros aparatos urbanos;
  • sites e aplicativos;
  • diagramação de revistas e livros.

Todos estes itens e muitos outros estão dentro da grande área deste campo de atuação. O Design está presente em muitos momentos de nosso cotidiano, de formas que muitas vezes não notamos se não formos profissionais da área.

Sendo assim, já é possível perceber que esses profissionais estão ligados a uma maneira criativa de enxergar o mundo. São pessoas que se interessam pela cultura e pelos símbolos que atravessam a sociedade, modernos ou históricos.

É preciso saber desenhar para fazer Design?

A resposta é não. Se você já tem uma aptidão com desenho e sabe fazer isso bem, pode ser uma ajuda para ingressar nesse mercado, mas essa não é uma habilidade profissional exigida. Produzir desenhos à mão é apenas uma das muitas maneiras de se trabalhar com Design.

Prova disso é que muitas das ilustrações atuais são feitas por meio de programas de computador ou mesas digitais. Além do mais, essa é apenas uma parte desta área de trabalho, pois existem muitos profissionais ocupados com a criação de produtos e embalagens para indústria, diagramação de revistas, produção de sites, entre outros.

Como é o curso?

O tempo de duração dele não é muito longo, variando entre três e quatro anos, normalmente. Durante a graduação, você entrará em contato com disciplinas de diferentes campos.

Existe uma parte do currículo dedicada ao estudo mais teórico, que abrange as teorias e as histórias do Design e da Arte. Outra parte importante é dedicada à criação de projetos, que percorre muitos períodos do curso e propicia ao estudante o contato com a prática de trabalho.

Os formatos de curso variam bastante de lugar para lugar, o que pode ser afetado também a depender da ênfase dada pelo estudante durante esse percurso. Já é comum encontrar disciplinas que ensinam a usar os programas de computador utilizados pelos designers em suas atividades.

É realmente importante ter um diploma como profissional de Design?

Vamos salientar aqui a importância de fazer uma graduação na área, mesmo para quem já trabalha com Design. É um verdadeiro diferencial ter no currículo um curso superior, no qual você aprenderá não só sobre as técnicas, mas também terá um suporte sobre como agir enquanto profissional, maneiras positivas de administrar o serviço que você oferece e mais.

Outro grande diferencial é a oportunidade de fazer contatos, ação também conhecida como networking. Nas salas de aula, você conhecerá professores que estão diretamente inseridos no mercado e já têm experiência no trato com os clientes. Isso sem falar na chance de conhecer colegas de curso que tenham os mesmos interesses e aptidões que você!

Mesmo que você tenha uma boa quantidade de clientes e remuneração sem o diploma, vale considerar que sempre existirá um teto de ganhos do qual você não conseguirá ultrapassar. Se ainda não trabalha, mas tem interesse no campo, o curso de graduação em Design certamente é uma escolha segura e acertada, se for feito em uma instituição qualificada.

Quais são as possibilidades de atuação para quem deseja estudar Design?

Animação

Esta é uma das partes mais efervescentes e, ao mesmo tempo, disputadas do mundo do Design. Trabalhar com animação requer bastante esforço e qualificação, sendo que as vagas normalmente oferecidas trazem um retorno financeiro interessante.

Além da produção de filmes e desenhos em estúdios, também é possível trabalhar para instituições públicas ou, até mesmo, na criação de peças publicitárias. O campo no Brasil ainda não é tão extenso, mas o profissional qualificado certamente encontrará seu lugar, sem falar nas chances de trabalhar no exterior ou mesmo prestar serviços para companhias estrangeiras.

Design Industrial

Também conhecido como design de produtos, é a área dedicada à criação de objetos, produtos físicos em geral. Tem uma interface com outros campos do conhecimento, como Arquitetura e Urbanismo, Engenharia e Ciências Exatas. Esses profissionais são muito bem remunerados, principalmente quando trabalham nos setores de grande complexidade da indústria, como a produção de modelos de carros e equipamentos eletrônicos.

Web Design

Também conhecido como design digital ou de informática, é a parte dedicada à criação de peças, documentos e sites para a Internet. Trata-se de um nicho com bastante demanda de trabalho, oferecendo muitas possibilidades de inserção. Além do conhecimento estético em si, também é importante que o profissional tenha, pelo menos, algumas noções sobre programação e processamento de dados.

Como você pôde ver até aqui, o mundo do Design é bastante amplo e versátil. Para quem deseja passar no vestibular e atuar nesse campo, é primordial ter uma aptidão para trabalhos criativos, com imagens e um interesse por arte. Também existem áreas mais técnicas, como o desenvolvimento de websites e de livros.

Outro ponto que esperamos que tenha ficado claro é a questão da profissionalização por meio da educação superior. Muitos profissionais sem esta qualificação ficam estagnados em suas carreiras, quando poderiam estar muito mais longe com um acompanhamento pedagógico adequado ao estudar Design.

É importante analisar as opções de curso superior e optar pela melhor. Na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), o curso de Design está entre os mais bem avaliados do mercado. São três anos de graduação, com aulas no período noturno, com professores mestres e doutores que farão a diferença na sua formação.

O que achou de conhecer sobre a profissão de designer? Saiba mais sobre o mundo profissional e o estado do mercado assinando nossa newsletter!

Comentários