Como empreender na graduação? Tire suas dúvidas neste artigo!

Você já pensou em empreender na graduação? Se sim, saiba que não é o único a cogitar essa ideia. Cada vez mais, os estudantes universitários querem se tornar empreendedores e buscam alternativas para dar o pontapé inicial nessa jornada.

Afinal, muito mais do que ser dono de um negócio, eles querem tomar as rédeas da própria carreira, autodesafiar-se profissionalmente, desenvolver-se de forma multifuncional na área de atuação escolhida, inovar e fazer a diferença no mercado e, para completar, deixar um legado na sociedade.

Por essa razão, fizemos este post para esclarecer suas dúvidas a respeito do assunto e mostrar como você pode iniciar o seu negócio ainda na universidade. Acompanhe!

O que é o empreendedorismo?

Empreendedorismo nada mais é do que a capacidade de transformar ideias, independentemente do tipo delas, em soluções eficazes e úteis para as necessidades das pessoas. Coisas que muitas vezes elas nem mesmo se dão conta de que precisam.

É conseguir converter projetos em negócios rentáveis e, com isso, transformar não só o mercado e a economia de um local, como também toda a sociedade. É saber inovar sempre olhando para o futuro e todas as possibilidades e oportunidades que ele reserva.

Por que começar a empreender?

Empreender lhe permite viver desafios que o instigam a ter uma formação continuada e a aperfeiçoar as suas competências, o que o tira da monotonia da zona de conforto e impulsiona a sua carreira a evoluir. Essa também é uma forma de atuar com aquilo que você gosta e o engaja no nível pessoal, o que torna o trabalho algo muito mais satisfatório, reconhecido pelos demais e capaz de impactar de forma positiva as pessoas.

Para completar, ter um negócio próprio muitas vezes é a saída para ter uma vida profissional mais independente, com melhores ganhos financeiros e horários menos engessados na semana. No entanto, para ser um bom empreendedor, não basta apenas querer, é preciso desenvolver habilidades que vão ajudá-lo nessa caminhada, como resiliência, capacidade de liderança, proatividade e comprometimento.

Como empreender na graduação?

Depois de falarmos sobre o que é empreendedorismo e dos impactos positivos que ele traz para sua vida, nós vamos dar dicas de como começar a empreender ainda na graduação. Afinal, ao contrário do que muita gente ainda acredita, não é preciso esperar entrar no mercado e ter anos de experiência profissional para ter um negócio. Ao contrário, você pode (e deve) dar o primeiro passo ainda na universidade. Por isso, fique atento às dicas!

Encontre um negócio com potencial para investir

Antes de mais nada, encontre um negócio com potencial para você investir tempo, estudo e esforço. Para tanto, é necessário fazer uma autoavaliação e identificar áreas que lhe interessam e com as quais seja possível trabalhar com propostas de inovação. Por exemplo, tecnologia, comunicação no varejo, aspectos organizacionais etc.

A partir daí, você pode estipular produtos e/ou serviços capazes de atender às demandas dessas áreas, como uma companhia de desenvolvimento de aplicativos, ferramentas de vendas e atendimento ao cliente, prestação de consultoria e gestão de empresas etc.

Essa é, sem dúvidas, uma das etapas mais importantes para quem quer se tornar empreendedor, pois é quando você define não só um negócio, mas também o plano de ação dele. Por isso, realize essa parte com calma e não abra mão de uma boa pesquisa de mercado para identificar possíveis concorrentes, custos operacionais, oportunidades de crescimento no mercado e por aí vai.

Dedique-se às disciplinas relacionadas ao empreendedorismo

Você faz curso de Administração? Pois então dedique-se com afinco às disciplinas relacionadas ao empreendedorismo, como Marketing, Negócios Digitais, Noções de Direito e Gestão da Inovação.

Isso porque elas trazem não só o embasamento teórico sobre o assunto, mas também conhecimento técnico sobre como abrir um negócio, atender aos requisitos legais da legislação vigente, inovar dentro do mercado e divulgar de maneira precisa produtos e/ou serviços para o seu público-alvo.

Para completar, você tem a chance de ver casos de sucesso de alguns empreendedores e debater sobre eles em sala de aula com colegas e professores, o que enriquece o aprendizado e lhe permite ter uma compreensão mais profunda sobre o plano de ação de um negócio.

Aproveite as iniciativas de empreendedorismo dentro da universidade

A terceira dica é aproveitar as iniciativas de empreendedorismo que existem dentro do campus da sua universidade para aprimorar, organizar e até mesmo colocar em prática as suas ideias de negócio. A Católica, por exemplo, conta com a Agência de Inovação e Empreendedorismo (S-INOVA) à disposição dos alunos.

Nela, eles contam com todo o suporte para idealizarem e planejarem produtos e/ou serviços que possam ser absorvidos pelo mercado e se tornar empreendimentos de sucesso e com potenciais parcerias comerciais para uma futura expansão.

Inclusive, esse núcleo presta diversos serviços para os estudantes, desde a elaboração e revisão do modelo de negócio, até a incubação de empresas e ações para garantir a propriedade intelectual. Portanto vale a pena aproveitar essa oportunidade e, de quebra, utilizá-la para construir um bom currículo.

Participe de eventos acadêmicos voltados para quem quer empreender

Para concluir, não deixe de participar de eventos acadêmicos voltados ao segmento do empreendedorismo, como palestras, workshops, oficinas, seminários, mostras, colóquios, treinamentos, atividades de iniciação empresarial etc. Eles são excelentes para complementar tudo aquilo que você estuda no decorrer da graduação.

Além disso, eles servem para debater ideias de negócios, apresentar propostas de jovens empreendedores que deram certo, apontar os desafios do mercado e lhe dar uma visão atualizada sobre os ramos em que há uma maior concentração de empreendimentos.

Sem falar, é claro, que são ocasiões em que você pode praticar o networking, divulgar seus projetos e obter futuras parcerias e até possíveis investimentos para realizá-los.

Viu só como empreender na graduação pode ser muito mais fácil do que você imagina? Por isso, siga nossas dicas e aproveite o período acadêmico para amadurecer as ideias e os projetos que você tem, conhecer mais sobre o funcionamento do mercado e dos segmentos comerciais, estabelecer uma vasta rede de contatos e desenvolver o seu perfil de empreendedor para prosperar e ter um negócio de sucesso.

Gostou do tema deste post? Então nos siga nas redes sociais — Facebook, Twitter, YouTube e Instagram — para ter acesso a mais conteúdos sobre empreendedorismo e vida acadêmica, tudo em primeira mão!

Comentários