Projeto universitário desenvolve tijolo ecológico – mais barato e sustentável

Já apresentamos o curso de Engenharia Sanitária e Ambiental e o impacto do profissional na sociedade e no meio ambiente, basta conferir aqui. Hoje, vamos falar sobre um dos projetos do curso que envolve acadêmicos e professores da Universidade Católica Dom Bosco e traz impactos positivos para o meio ambiente.

Projeto de tijolo ecológico na UCDB

Desde 2013, o projeto “Incorporação de resíduos em tijolos de solo-cimento” desenvolve um tijolo ecológico que, além de não precisar da queima na produção, é mais rápido e simples de ser produzido, também inclui na sua composição resíduos que seriam descartados no ambiente.

No ano de lançamento, o projeto foi imediatamente reconhecido: ganhou o prêmio Programa Bayer Jovens Embaixadores Ambientais. No total, foram oito vencedores, e o projeto ficou entre as melhores práticas socioambientais desenvolvidas por jovens estudantes.

Atualmente, há a proposta de construção de casas populares em Rio Negro (MS) com os tijolos ecológicos. Inicialmente, a ação está em negociação com o município e, em um primeiro momento, a ideia é construir dez casas e verificar a possibilidade de reduzir o custo da construção em até 40%.

Amostra de tijolo ecológico

São várias diferenças entre o tijolo ecológico e o convencional. Primeiramente, como objetivo principal do tijolo, tem-se o reaproveitamento de resíduos sólidos que seriam descartados no ambiente. Para isso são usados casca de arroz e lodo de estação de tratamento de água na mistura, atendendo as normas de resistência exigidas para a construção de residências.

Em segundo lugar, há redução de custos na construção, pelo formato com dois furos, que permite a passagem da instalação elétrica e hidráulica, evitando cortes no tijolo. Em seguida, o formato permite o encaixe perfeito entre os tijolos, economizando na argamassa e reboco. Por fim, com a inserção de resíduos sólidos na composição do tijolo e a ausência da queima, o custo de produção também é reduzido.

O coordenador do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental na UCDB, Fernando Jorge Correa Magalhães demonstra no vídeo como é simples produzir um tijolo ecológico: basta que resíduo, solo, cimento e água sejam misturados e prensados. Depois da cura de 28 dias, o tijolo está pronto, confira!

 

Comentários