Projeto universitário promove a terapia com cães

Se você gosta de cachorros, este post foi escrito para você! Alunos, funcionários e professores da UCDB podem participar do projeto Cão Terapeuta, cujos pré-requisitos são:

  • amar cachorros
  • disposição para ajudar ao próximo.

Fácil, né? Tudo começou com professor Diogo Cesar Gomes da Silva, que leciona Etologia (estudos sobre comportamento animal) nos cursos de Medicina Veterinária e Zootecnia. Apaixonado por Border Collies, Diogo também é criador da raça e, há dois anos, decidiu transformar seu amor pelos cães em um projeto de cunho social.

Me deparei com muitas produções científicas relatando benefícios da interação homem-animal e em especial, homem-cão.

O projeto Cão Terapeuta se resume em oito cães visitando hospitais e instituições como Associação de Pais e Amigos do Autista – AMA, Associação dos Amigos das Crianças com Câncer – AACC, ala pediátrica do Hospital Universitário e o Asilo São João Bosco.  Com o apoio da UCDB, a ideia tornou-se um projeto de extensão que segue a configuração atual:  os atendimentos são pré-agendados com as instituições parceiras e ocorrem uma vez por semana.

Terapia com cães

Para cada grupo atendido, um perfil diferente de animais participa. São brincadeiras para estimular a interação do grupo, com a tentativa de amenizar o ambiente hospitalar. Para o atendimento a idosos, são levados cães menores e, para atendimento a crianças quietas, vão os mais agitados. Cada sessão dura 40 minutos e atende a um grupo de oito pessoas.

Não é de hoje que a ciência estuda os benefícios dessa interação entre cães e humanos. No asilo, por exemplo, o projeto estimula a atividade física dos idosos e lida com a solidão – os idosos podem brincar com os animais e levá-los para um passeio. No caso da AMA, as crianças apresentam melhoras na interação social, diminuição da agressividade, melhora na atenção e no desenvolvimento motor. Além disso, em hospitais, as visitas contribuem com a recuperação pós-cirúrgica, já que a presença do cão acalma e reduz o estresse do paciente.

Com os estudos fui me motivando cada vez mais a consolidar a ideia do Cão Terapeuta e hoje temos resultados maravilhosos. É muito gratificante, o amor entre homem e cão é indescritível.

Os integrantes do projeto são docentes de Medicina Veterinária, Psicologia e e Zootecnia, além dos acadêmicos bolsistas e voluntários. Para saber mais sobre a terapia com cães é possível acompanhar a fanpage no Facebook Cão Terapeuta, ou entrar em contato por tel. 67 8176-1828 e 3312-3324.

Comentários