Museu Dom Bosco: proposta articuladora em diferentes áreas do saber

Por 26 anos, ele foi conhecido como Museu do Índio. Agora como Museu das Culturas Dom Bosco, o lugar se destaca por apresentar um acervo completo de várias coleções da cultura de Mato Grosso do Sul.

E o conceito de preservar, conservar, pesquisar e expor materiais históricos vale para os dois ambientes do museu.  No primeiro espaço, os visitantes podem conferir uma grande coleção de ciências humanas, na qual está toda a história da instituição, bem como exposições de arqueologia e também dos diversos povos indígenas que habitaram e habitam no estado.

Já no segundo espaço, que é temporário, apresentam-se coleções de ciências naturais, compostas por materiais de etnologia, que são os insetos, malacologia, que estuda os moluscos e a zoologia, que expõe uma série de vertebrados e invertebrados no museu.

Além desses elementos, o campo fértil para práticas educativas conta com um acervo diversificado de mineralogia, constituído de minerais mais comuns como o quartzo e a pirita, até os mais raros, a exemplo da cornetita e a eudialita.

O vídeo abaixo conta um pouquinho mais sobre sua história. Confira!

Para conhecer o Museu, acesse: http://www.mcdb.org.br/

Comentários