Biotério UCDB: O maior Serpentário do Estado

A Universidade Católica Dom Bosco tem, em seu Biotério, o único serpentário do Estado de Mato Grosso do Sul credenciado pelo Ibama que, entre espécies venenosas e não venenosas, conta com aproximadamente 400 serpentes em cativeiro para as atividades de ensino, pesquisa e educação ambiental da instituição.

Em uma área de aproximadamente 740m², o Biotério foi inaugurado no ano de 2003 e, além das serpentes, abriga, hoje, camundongos e espécies pantaneiras de anfíbios e répteis, entre os quais se destacam os cágados, jabutis e jacarés.

serpentario-1

Além das atividades de pesquisa e ensino, a equipe do Serpentário também recebe as serpentes encontradas nas residências e estabelecimentos de todo o Estado, removidas pela equipe do próprio Serpentário, pela Polícia Ambiental, pelo Centro de Controle de Zoonoses e pelo Centro de Reabilitação de Animais Silvestres, encaminhando os animais, sempre que possível, para a reintrodução ao seu habitat natural.

Após a captura, cada animal recebe um número único de identificação, que é informado ao Ibama, passa por uma bateria de exames para a avaliação do seu estado de saúde e, no caso de animais peçonhentos, têm o seu veneno extraído para fins acadêmicos, uma vez que a produção de soro antiofídico é restrita aos Institutos Vital Brasil, Butantã e Ezequiel Dias, localizados nos Estados de Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, respectivamente.


Pesquisas realizadas no Serpentário da UCDB

O veneno coletado dos animais é utilizado no desenvolvimento de pesquisas científicas da própria Universidade e de outras instituições nacionais e internacionais na área da biotecnologia.

serpentario-2

Na UCDB, são cerca de 20 os acadêmicos, entre estudantes e pesquisadores, envolvidos nas pesquisas que envolvem o veneno coletado, a maioria deles ligados aos programas de Mestrado em Biotecnologia e Mestrado e Doutorado em Ciências Ambientais e Sustentabilidade Agropecuária, mas contando também com a participação dos acadêmicos dos cursos de graduação, tanto na área da Biologia, como Ciências Biológicas, Agronomia, Medicina Veterinária, quanto na área da Saúde e das Exatas, como a Farmácia, a Educação Física, a Engenharia de Computação, entre outros.

Os pesquisadores trabalham com o isolamento de cada um dos componentes encontrados nos venenos para identificar, principalmente, suas propriedades farmacológicas e as concentrações adequadas de cada um para alcançar o resultado desejado e reduzir os efeitos colaterais, podendo resultar no descobrimento de novos medicamentos com efeitos antibióticos ou cicatrizantes, por exemplo.

Além de novos medicamentos, o trabalho realizado pela Universidade Católica Dom Bosco resultou na recomendação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações para a criação do primeiro Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do Estado em parceria entre os Governos Federal e Estadual, por meio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul e da UCDB.


Mais informações e visitas

O Serpentário do Biotério da Universidade Católica Dom Bosco permite a visitação do público mediante agendamento prévio, que pode ser realizado pelo telefone (67) 3312-3399.

Links Relacionados

Comentários

Cadastre-se

Futuro Acadêmico, cadastre-se para receber as últimas novidades e dicas sobre o vestibular, ENEM, provas e muito mais!
Secure and Spam free...