Afinal, como elaborar uma rotina de estudos eficiente? Descubra!

Terminar o ensino superior não significa apenas conseguir um diploma. O conhecimento que o aluno adquire durante o curso é essencial para que ele realmente se destaque no mercado de trabalho, consiga excelentes oportunidades e tenha sucesso na carreira. Por isso, tão importante quanto assistir às aulas é elaborar uma rotina de estudos eficientes.

Organizar sua agenda e criar uma boa rotina de estudos é fundamental para ter um bom resultado. Esse hábito além de aumentar sua produtividade e foco, potencializa a aprendizagem, e o esforço se reflete em notas melhores durante o curso, bem como em uma melhor qualificação para o mercado. Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e confira nossas dicas!

Defina horários

Se você pretende levar seus estudos a sério e ter um bom resultado, crie um compromisso com sua própria aprendizagem. Analise todas as suas obrigações da semana, tire o que é desnecessário e defina horários fixos para se dedicar às matérias. Cumprir essa programação durante dois meses ou mais fará com que ela se torne um hábito.

Use uma agenda e respeite-a

Para quem quer aprender de verdade, ter uma agenda ou planner, no papel ou nos meios eletrônicos é muito importante. Isso porque você coloca seu horário de estudos na sua programação diária e evita marcar outros compromissos para esse momento. É uma forma de realmente reservar aquele horário para se dedicar às matérias do curso.

Além disso, coloque nessa agenda todas as provas e trabalhos marcados pelos professores, para não se esquecer de nada e perder os prazos. Programe-se para realizar essas tarefas com bastante antecedência. Se você se organizar e fizer tudo bem antes da data estipulada, estará preparado para imprevistos e não sofrerá com o acúmulo de atividades na última hora.

Selecione as matérias

O tempo que você dedica a cada matéria também merece atenção. Em várias universidades, algumas disciplinas têm um peso maior e devem ser prioridade. Também não se esqueça de que todo mundo tem mais facilidade para aprender determinados assuntos e uma certa dificuldade para dominar outros. Reservar um momento para seus principais desafios pode ajudá-lo a melhorar seu desempenho.

Tudo isso deve ser considerado no seu cronograma de estudos. Separe as matérias que têm um peso maior ou as que você tem dificuldade. Dedique a elas mais tempo, de acordo com o volume de temas para estudar. Para as de menor peso ou dificuldade, é possível que um período de 30 a 45 minutos seja suficiente. Lembre-se também de intercalar os assuntos que mais gosta e os que menos gosta para não perder o entusiasmo.

Determine um método

Há muitos métodos de estudo e é possível usar vários deles. Para escolher, leve em conta o que faz você aprender mais fácil e também as características da disciplina. Se existem assuntos que exigem memorização, por exemplo, abuse de materiais como flashcards. Já para entender conceitos, algumas pessoas preferem assistir videoaulas ou ler livros e apostilas. Teste as diferentes possibilidades, descubra o que funciona melhor no seu caso e facilite sua vida.

Estabeleça um local

Estabelecer um local para estudar é muito importante. Em primeiro lugar, isso acontece porque nosso cérebro se habitua a determinadas situações. Se você escolhe uma parte da sua casa para esse momento e sempre vai até lá, a mente fica condicionada e sabe que durante esse período ela deve se desligar de todo o resto e se concentrar na matéria. Dessa forma, seu foco aumenta e seu rendimento também.

Além disso, é bom que o seu local de estudos tenha tudo que precisa para realizar as atividades — livros, computador para videoaulas, papel, canetas ou lápis para anotações e exercícios, e assim por diante. Isso evitará que você se levante várias vezes para buscar materiais, perdendo tempo e concentração. Também garanta que seu cantinho de aprendizagem fique longe das distrações da casa, como a televisão.

Evite distrações

Sabe as inúmeras abas abertas no navegador do computador? Então, elas aumentam a tentação para visitar aleatoriamente outros sites e fazem você se distrair, o que prejudica a aprendizagem. O mesmo acontece com o som das notificações das redes sociais. Por isso, no seu momento de estudos, o ideal é evitar todos esses elementos e, no caso do celular, deixá-lo até em outro cômodo.

Faça pausas

Nossa concentração é limitada e, apesar de ser possível treiná-la, a verdade é que se obrigamos o cérebro a fazer esforço e manter a atenção por um tempo muito longo, nosso rendimento nos estudos cai. Por isso, é fundamental planejar e fazer algumas pausas durante o período de estudos. Para a maioria das pessoas, 5 ou 10 minutos de descanso a cada hora são suficientes.

Pratique a flexibilidade estratégica

Ter um cronograma fixo para estudos é bom, mas não dá para negar que a vida também tem alguns imprevistos. Em alguns momentos, é preciso flexibilizar essa rotina, seja para atender alguma necessidade pessoal, curtir uma festa ou comemoração especial com os amigos, ou fazer aquela viagem e descansar.

Porém, para que a flexibilidade não se torne uma armadilha que leva à procrastinação, tenha um plano estratégico. Se surgiu aquele compromisso imperdível na quinta-feira, por exemplo, divida o cronograma que estava programado para aquelas horas nos dias anteriores e cumpra-o antes de furar sua agenda. Isso evitará que você empurre indefinidamente aquelas atividade para a frente, atrapalhando seus estudos.

Tire um tempo para você

A graduação ou especialização exigem um período relativamente curto da vida. Por isso, vale a pena se esforçar durante esses anos para ter um futuro melhor. Mas isso não significa que você precisa esquecer completamente da vida social e da diversão. Tire um tempo para fazer o que gosta e relaxar — sair com os amigos, praticar algum esporte ou participar de atividades culturais da sua cidade.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, esse pequeno tempo ocioso até ajuda no seu rendimento acadêmico. Ele faz o cérebro retomar as atividades de aprendizagem com muito mais foco e energia, facilitando a aprendizagem. Além disso, equilíbrio emocional é fundamental, e isso só é possível quando tiramos algumas horinhas para fazer o que nos dá prazer.

Com planejamento e disciplina, é possível ter uma rotina de estudos efetiva, potencializar sua aprendizagem e fazer da graduação ou da especialização um período de intenso crescimento profissional.

Gostou das dicas? Quer outras sugestões para turbinar sua carreira? Siga a UCDB nas redes sociais! Estamos no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram e LinkedIn!

Comentários