Uso dos porquês

Que atire a primeira pedra quem nunca se desesperou ao ver exercícios sobre o uso dos porquês em vestibulares e ENEM. Além de muita calma nessa hora, e antes de vocês enlouquecerem de uma vez, que tal entender em quais situações utilizar cada um deles?

Uso dos Porquês

Siga a regra:

Porque (junto e sem acento)
Quando a expressão equivale a conjunções como pois, uma vez que, já que.  Serve para introduzir a resposta que você vai dar ao que está sendo perguntado.

Porquê (junto  e com acento)
É  sinônimo de’ motivo’ ou ‘razão’. Equivale a um substantivo.

Por que (separado e sem acento)
(1) No início de  interrogativas diretas (Por que você viajou?) ou nas  indiretas (Quero saber por que você viajou),  ou (2) quando podemos substituir por ‘pelo qual’, ‘pela qual’, sendo subtendido por motivo ou razão ( A moto por que fui atropelado = a moto pela qual…).

Por quê  (separado e com acento)
Aparece em finais de frase interrogativas (Você viajou por quê?) ou em questionamento isolado. (  Ele viajou. ̶  Ah! é?   ̶ Por quê?).

Tudo isso tal como mostra a foto abaixo que retiramos da fan page Língua Portuguesa. #ficadica

Comentários