Tome nota: A importância das anotações para os estudos

Se você não tem o hábito de fazer anotações dos conteúdos enquanto estuda e é uma daquelas pessoas que apenas lê e relê os textos das apostilas, livros e outros materiais passados pelos professores, tome nota: fazer anotações é uma das táticas mais eficazes para potencializar os seus estudos, acelerar o aprendizado e potencializar a memorização.

A importancia das anotações

Por melhor que seja a sua memória, é muito difícil que você consiga memorizar todas as informações dos livros e apostilas. O motivo para isso vai muito além da quantidade de palavras contidas em cada uma das páginas e tem tudo a ver com a forma como os nossos cérebros armazenam, organizam e acessam o que nós aprendemos.

Todo mundo sabe que quando nós escrevemos uma redação – especialmente no ENEM, em concursos e outros processos seletivos – é importantíssimo elaborar uma linha de raciocínio linear e que apresente as informações de forma lógica e organizada para que o leitor tenha facilidade em acompanhar o que está sendo dito e não se confunda ao longo da leitura, entretanto, os nossos cérebros não são organizados dessa maneira e têm muita dificuldade em armazenar as informações na sequência em que elas são apresentadas.

O que acontece em nossas cabeças é uma transformação das imagens que vemos e dos textos que lemos em conceitos abstratos que são guardados em uma “rede” de memórias que está em constante mudança, e o problema disso é que nossos cérebros são bastante desorganizados, priorizando as informações que são acessadas com mais frequência, enquanto o resto vai sendo, pouco a pouco, descartado ou “perdido” para abrir espaço para novas memórias e informações. É por esse motivo que nós conseguimos nos lembrar da trama de um livro que lemos há muito tempo, por exemplo, mas temos dificuldade em repetir as falas dos personagens ou, até mesmo, de lembrar seus nomes.

A maior vantagem das anotações é justamente essa: elas “dão uma forcinha” para os nossos cérebros resgatarem as informações que estão “perdidas” em algum canto.

Uma dica para “turbinar” as suas anotações é tirar proveito da facilidade que os nossos cérebros têm em lidar com formas geométricas e referências espaciais. Pode até parecer complicado, mas todos nós já passamos por essa situação alguma vez na vida: você chega em um lugar e, misteriosamente, sabe exatamente onde ficam cada um dos cômodos, apenas para se lembrar que já esteve lá há muito tempo atrás. Aproveite essa facilidade e, ao invés de copiar trechos dos textos, organize o conteúdo em gráficos ou em listas de tópicos, utilizando cores e formas geométricas para que cada anotação seja diferente da anterior.

Resumindo esse texto, por exemplo:

  • Anotações potencializam o aprendizado.
  • Nossos cérebros:
    • São desorganizados
    • Têm facilidade com formas e referências espaciais

Mesmo que as anotações acima não tenham todas as informações do texto, você provavelmente vai ter muito mais facilidade em se lembrar do que foi dito com o anotações como essa. 😉

Comentários