Listamos as habilidades profissionais mais buscadas no mercado

Independentemente da escolha profissional, o conhecimento técnico já não basta para atender às exigências do mercado. Isso porque, atualmente, também se revela necessário contar com habilidades profissionais para conseguir se destacar e conquistar uma vaga de emprego ou promoção no trabalho.

Estas são as chamadas soft skills, ou seja, competências relacionadas ao comportamento que facilitam o seu sucesso no ambiente de trabalho. Logo, são aptidões intrínsecas ao indivíduo, mas podem ser aprimoradas.

Pensando nisso, decidimos elaborar este artigo com as oito habilidades profissionais mais exigidas atualmente pelo mercado. Quer saber quais são elas? Então, continue a leitura!

As habilidades profissionais mais buscadas no mercado atual

Os profissionais mais bem-sucedidos apresentam determinadas aptidões que influenciam na sua produtividade e, com isso, no resultado dos negócios. Desse modo, os recrutadores passaram a valorizar as soft skills. Confira algumas delas logo abaixo!

1. Inteligência emocional

Lidar com os desafios diários de uma profissão não é para qualquer um. Afinal, a pressão e o estresse podem tomar conta do profissional a ponto de reduzir a sua capacidade produtiva.

Por isso, ter inteligência emocional para saber gerenciar os próprios sentimentos se tornou fundamental no ambiente de trabalho. Além disso, esta aptidão também possibilita que você consiga administrar e aprimorar os relacionamentos interpessoais.

Então, esta aptidão permite que você saiba como se comportar adequadamente, identificando de onde vêm as emoções e como geri-las, além de conquistar as pessoas dentro e fora do trabalho.

2. Capacidade de resolver problemas

A forma como você, no ambiente de trabalho, lida com os problemas reflete a sua capacidade de ser resiliente. Isso porque, a todo tempo, precisamos tomar decisões e muitas delas envolvem a resolução de questões.

Desse modo, não deve haver espaço para dúvidas ou receios, mas confiança na sua habilidade de corrigir uma adversidade. Esta é uma das competências mais valorizadas pelo mercado de trabalho, tanto para problemas simples quanto para os complexos.

Ou seja, mesmo nos momentos de crise ou dificuldades, é importante manter o foco em como solucionar a situação, entregando resultados. Com isso, ter iniciativa também aparece como um fator fundamental.

3. Criatividade

Os gestores esperam que você consiga trazer ideias e soluções inovadoras, então, a criatividade entra como uma importante soft skill atualmente. É importante destacar que uma pessoa criativa não é apenas aquela que consegue criar algo, mas também a que sabe trazer soluções.

Logo, esta capacidade dialoga diretamente com a anterior. Afinal, a criatividade também é capaz de direcionar o colaborador em busca das perguntas certas para que ele chegue à conclusão mais acertada.

Com isso, quem é criativo consegue ir além do que é esperado pelos gestores, sendo uma pessoa dotada de iniciativa e capacidade de motivar a equipe para novos objetivos.

4. Liderança

Ao contrário do que muita gente pensa, a capacidade de liderança não deve ser reservada apenas ao dono da empresa. Os colaboradores que desejam se destacar também devem ter a visão do chefe.

Isso significa que é preciso observar tudo ao seu redor, dentro e fora da empresa, para trazer sugestões sobre oportunidades de melhorias e de mercado, além da possibilidade de reduzir custos.

Dessa forma, o líder deve ser uma pessoa que saiba assumir responsabilidades, delegue tarefas, consiga se comunicar com transparência e desenvolver os outros colaboradores.

5. Autoconfiança

Para assumir riscos de uma forma segura, é importante que você seja uma pessoa autoconfiante, ou seja, acredite no seu potencial dentro da empresa e na sua capacidade de desempenhar as tarefas.

Logo, é importante que você tenha confiança no seu conhecimento e nas suas habilidades, transmitindo-a para os outros colaboradores que, a partir disso, conseguem confiar mais no seu trabalho.

Podemos perceber que o modo como um colaborador se enxerga também está ligado à forma como o chefe e os outros colaboradores podem enxergá-lo. Então, se você é dotado de autoconfiança, vai conseguir passar isso para os demais. Caso contrário, a sua postura cheia de dúvidas também fará com que eles tenham receio de confiar em você como profissional.

6. Trabalho em equipe

Lidar com o outro nem sempre é fácil, afinal, cada um tem uma personalidade específica e um jeito de pensar e trabalhar, o que, inevitavelmente, pode resultar em pequenos choques durante um dia de trabalho.

No entanto é fundamental passar por cima desses conflitos e conseguir trabalhar bem em equipe. Até porque poucas são as pessoas que conseguem avançar profissionalmente sem ajuda alheia, não é mesmo?

Então, saiba ouvir atentamente e compartilhar as suas ideias com a equipe em prol de um único objetivo. Caso existam discussões, não deixe que elas tomem grandes proporções e se tornem pessoais.

7. Assertividade

Ainda que muitos confundam esta palavra, acreditando que ela significa “estar sempre certo”, saiba que este não é o seu real significado. Assertividade está ligada à capacidade de se impor sem usar a agressão, defendendo, portanto, as suas ideias de modo claro e argumentativo.

Dessa forma, ser assertivo também indica que você não pode concordar com uma opinião ou ideia que, na verdade, discorda, só por medo de enfrentar a situação. Sendo assim, a empresa deseja profissionais que saibam trazer o seu ponto de vista e defendê-lo.

É importante lembrar que discutir agressivamente não traz nenhum resultado além de estresse, enquanto concordar sempre por medo da reação do outro é ruim para você, tanto para o lado pessoal quanto para o profissional.

8. Comprometimento

Certamente, você já ouviu que, quando estamos trabalhando, devemos vestir a camisa da empresa. Isso está relacionado ao comprometimento, ou seja, o quanto você está conectado com o objetivo da organização.

Atualmente, o mercado preza por colaboradores que estejam comprometidos com as metas de crescimento e com as novas oportunidades de negócio que surgem de acordo com as demandas dos clientes.

Com isso, o comprometimento não está relacionado apenas ao cumprimento de prazos ou pontualidade em reuniões. Afinal, vai bem mais além.

Com este artigo, você pôde descobrir quais são as habilidades profissionais mais requisitadas pelo mercado e, assim, tentar aprimorá-las para conseguir se destacar na sua profissão. Saiba que todas elas podem ser desenvolvidas com o tempo, mas é necessário que haja dedicação para que esse processo seja verdadeiramente eficaz.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite para compartilhá-lo nas redes sociais para que os seus amigos também possam ler estas dicas!

Comentários