Em dúvida sobre o curso de Direito? Saiba tudo sobre ele aqui!

Quem nunca ouviu falar sobre o curso de Direito, não é mesmo? Esta é uma das carreiras mais tradicionais e prestigiadas na sociedade e, sem dúvidas, o profissional nela graduado é visto com muito respeito por todos. No entanto isso não é tudo: aqueles que se aventuram por esses caminhos têm, também, muita responsabilidade e vivem um dia a dia cheio de obrigações.

Mesmo com todo esse prestígio, muitas dúvidas sobre a carreira ainda permeiam a mente da maioria das pessoas. Por isso, conhecer bem a profissão, seus detalhes e suas características é algo essencial para aqueles com interesse na área do Direito e nas diversas possibilidades de carreira que ela proporciona.

Não conhece muito sobre o campo, mas gostaria de saber mais do assunto? Então você veio ao lugar certo! Em nossa conversa de hoje, falaremos sobre os mais diversos aspectos da carreira e do curso de Direito, incluindo suas características principais. Dessa forma, você poderá decidir se esse é o caminho certo a seguir em sua vida profissional. Boa leitura!

Entenda como é o curso de Direito

O primeiro passo de nosso bate-papo é justamente compreender como funciona o curso de Direito: sua duração, a grade curricular e muito mais. Continue a leitura e saiba tudo!

Tipo de curso

graduação em Direito é oferecida no grau de bacharelado. Esta é a modalidade à qual pertence a maioria dos cursos de ensino superior. É o caso da Medicina e da Administração, por exemplo, além de muitos outros. O curso pode ser aplicado tanto na modalidade presencial (em meio período ou integral) como na educação a distância (EAD).

Para se formar, o estudante precisa atingir um número de créditos, que variará de acordo com a instituição escolhida para a graduação. Ele precisará, portanto, terminar as disciplinas obrigatórias e fazer algumas eletivas, que complementarão o seu currículo dentro da universidade.

Duração

A duração de um curso de Direito é, em sua maioria, de 5 anos. Isso é o equivalente a 10 semestres, como é contabilizado em boa parte das universidades.

Isso, é claro, não quer dizer que o estudante precise necessariamente concluir a sua graduação nesse tempo. Há a possibilidade de trancar o curso por um período e a de refazer matérias em que não se atingiu a nota mínima para passar.

Grade curricular

Boa parte das disciplinas oferecidas no curso de Direito são teóricas. Por isso, ele é um bom candidato para modalidades diferentes de ensino, como o flex ou o EAD (a distância). A seguir, veja algumas das principais matérias vistas nesta graduação:

  • Ética;
  • Filosofia;
  • Antropologia;
  • Ciências Políticas;
  • Sociologia;
  • Humanidades;
  • Economia Política.

Além disso, é claro, o estudante entrará em contato constante e direto com as mais diversas áreas do Direito, como: Civil, Penal, Administrativo, Familiar, entre muitas outras. A ideia é formar um profissional completo e que tenha conhecimento amplo sobre o campo de atuação.

Divisão entre os anos

Como já mencionado, o curso de Direito é, normalmente, dividido entre 5 anos. Cada um deles traz particularidades no ensino, preparando o estudante para pontos específicos da graduação.

O primeiro ano, por exemplo, é mais voltado para a base do curso. Aqui, serão estudadas disciplinas como a Ética, a Política e a Psicologia. A partir do segundo ano, no entanto, a graduação se torna mais específica e voltada às diversas áreas do Direito.

Estágio

Por fim, não podemos deixar de mencionar os estágios, que são uma parte fundamental para a formação de um profissional de qualquer área. Com o Direito, portanto, isso não é nada diferente!

Aqui, o estudante também precisará cumprir certo número de horas em estágios. A área escolhida não importa: o que vale é escolher a oportunidade mais enriquecedora para a sua carreira, propiciando não só uma remuneração para ajudá-lo ao longo da universidade, mas também conhecimento de campo e experiência em sua área.

Saiba qual é o perfil do estudante da área

Agora que já conhecemos a estrutura básica do curso de Direito e sabemos como ele funciona na prática, que tal conferirmos algumas das características essenciais para os profissionais e estudantes desta área? A seguir, veja algumas habilidades que não podem ficar de fora do perfil desse profissional.

Capacidade de se comunicar

Esta é, sem dúvidas, uma das habilidades profissionais mais buscadas por empregadores na área do Direito e também uma das que mais beneficiarão os profissionais desse campo de atuação. É essencial que um graduando em Direito saiba se comunicar.

Para isso, no entanto, é importante lembrarmos o que é a comunicação. Comunicar-se bem é muito mais do que falar. Ainda que uma boa oratória também seja importante, a comunicação vai muito além: inclui as habilidades de interpretar, ouvir e saber responder aos questionamentos do interlocutor.

Capacidade de trabalhar em equipe

Nenhum homem é uma ilha, e no Direito esta máxima se torna ainda mais verdadeira. Aqui, você estará em constante contato com outras pessoas, sejam elas de sua área ou não. Por isso, trabalhar em equipe com clareza, tranquilidade e participação é extremamente fundamental.

Independentemente da área escolhida para a sua carreira no Direito, uma coisa é fato: todos os dias você lidará com pessoas. E mais: precisará delas para que o seu trabalho seja bem-feito, com fluidez e eficiência. Sendo assim, relacionar-se bem com os colegas de profissão é crucial.

Inteligência emocional

Muitas vezes, acreditamos que sabemos como lidar com as nossas emoções. Entretanto, na prática, isso é um pouco diferente. Por isso, ter uma boa inteligência emocional é uma das características mais importantes para alguém que busca uma carreira promissora no Direito.

Sendo assim, autocontrole e, principalmente, autoconhecimento são palavras-chave para quem deseja sucesso nesta área. Saber quem você é e conhecer seus pontos fortes e fracos para, então, trabalhá-los é uma característica indispensável.

Empatia afiada

Os seres humanos são racionais e, portanto, dotados de empatia. Esta é a capacidade de nos colocarmos no lugar do próximo e, mesmo não tendo as mesmas experiências e vivências que ele, termos a capacidade de sentir o que eles sentem.

A empatia é, assim, uma característica que deveria ser mais trabalhada por todos nós, independentemente de nossas profissões. Para os profissionais do Direito, por outro lado, ela é indissociável da carreira, estando ligada a ela de uma forma muito profunda. Por isso, vale a pena trabalhar esta habilidade!

Capacidade de trabalhar sob estresse e pressão

Ainda que seja uma profissão linda, com muitas áreas de atuação disponíveis, o Direito pode ser também bastante estressante. Afinal, são muitas as obrigações e responsabilidades com as quais esse profissional precisa lidar em seu dia a dia de trabalho.

Por isso, ter um bom conhecimento sobre os próprios limites é muito importante. Além disso, a capacidade de lidar com o estresse e saber atuar sob pressões variadas e constantes é bastante importante. Isso fará muito bem não só para a sua atuação profissional, mas também para a sua saúde!

Interesse por aprender

Uma pessoa que atua no campo do Direito nunca parará de estudar. Além de as leis estarem sempre em constante modificação, requerendo atualização frequente, é fundamental que estejamos também atentos às mudanças e às demandas da sociedade como um todo.

Por isso, ao escolher o Direito, tenha em mente que os estudos o acompanharão por toda a vida. Muito além de conteúdos para provas e concursos (que não são poucos!), você precisará estar sempre qualificado para dar o seu melhor no dia a dia da profissão.

Curiosidade e observação

Outra habilidade muito importante é a de curiosidade e observação. Um profissional do Direito deve ter, sem exceção, um espírito investigativo muito apurado. Sempre desconfiar de informações e buscar a veracidade delas é um divisor de águas entre os profissionais que se destacam e os que não.

Por isso, desde a graduação e os estágios, busque trabalhar essa questão. Aos poucos, você se tornará muito mais questionador e interessado na profundidade dos assuntos. Isso fará com que, assim, você se torne um profissional muito mais dentro do perfil do Direito.

Por fim, lembre-se de que não ter uma ou mais de uma dessas habilidades não é o fim do mundo. Pessoas introvertidas ou tímidas, por exemplo, podem tranquilamente seguir a carreira do Direito sem maiores problemas. A chave aqui é sempre trabalhar seus pontos fortes e fracos de modo a adaptá-los para a profissão.

Todo esse trabalho pode — e deve — ser feito ao longo da graduação, seja na própria universidade, seja em cursos diversos e que, à primeira vista, podem até parecer não ter muito a ver com essas questões. Aulas de teatro, por exemplo, são excelentes para desenvolver a empatia, o raciocínio crítico, a desenvoltura, a oratória e muito mais. Procure alternativas boas para você!

Descubra como está o mercado de trabalho para quem se forma em Direito

Preparar-se para o vestibular é apenas o primeiro desafio a ser superado por quem quer uma carreira na área do Direito. Depois disso, é preciso se dedicar muito aos estudos na graduação e seguir se qualificando para obter um currículo de destaque em meio a tantos profissionais incríveis que também têm o mesmo diploma.

Um dos pontos que fazem o profissional se destacar é a instituição na qual ele se graduou. Para os que escolhem boas universidades, o mercado para o Direito é muito favorável e traz boas oportunidades nas mais diversas áreas de atuação.

De modo geral, esse é um campo no qual os empregos nunca param de aparecer. Apesar do alto número de profissionais disponíveis, também há muitos campos de atuação à disposição, fazendo com que seja possível ser muito bem remunerado e obter um bom retorno pessoal e profissional com essa formação.

Os profissionais do Direito podem trabalhar tanto na iniciativa pública quanto na privada, em áreas sobre as quais falaremos mais a seguir. Continue com a gente e saiba mais!

Confira quais são as principais possibilidades de atuação desse profissional

A carreira do Direito é, sem dúvidas, uma das mais abrangentes de todas. O profissional graduado nesse curso terá uma infinidade de possibilidades de áreas de atuação. A seguir, citaremos apenas algumas delas, mas lembre-se: não deixe de pesquisar mais a fundo para descobrir o que mais combina com você! Confira.

Advogado

Quando falamos sobre as áreas do Direito, normalmente a que primeiro surge em nossas mentes é a advocacia tradicional. Aqui, o estudante pode atuar em muitas áreas, que vão desde o Direito Civil ao Direito Ambiental. De certa forma, o que não faltam são oportunidades para seguir uma carreira única e adequada a seu perfil e seus objetivos!

Pesquisador

Engana-se quem acha, no entanto, que alguém formado em Direito pode apenas advogar em consultórios, sejam eles públicos, sejam privados. Também é possível, por exemplo, atuar como um pesquisador das mais diversas áreas. Esta é uma opção de carreira muito interessante para quem busca novidades e gosta de investigar.

Acadêmico

Há, ainda, a opção de ensinar. Esta é para aqueles que querem, de certa forma, contribuir para a formação de novos profissionais do Direito, deixando a sua marca nas próximas gerações de advogados, juízes e outros membros dessa linda profissão. O professor pode lecionar em cursos livres, palestras e até mesmo em universidades.

Conciliador

O conciliador é um profissional indispensável para a mediação dos mais diversos tipos de conflitos que envolvem a lei. Após a regulamentação da Lei da Mediação, então, as oportunidades para este profissional cresceram exponencialmente. Esta é uma carreira em expansão e que tem tudo a ver com o campo do Direito.

Diplomata

Ainda que teoricamente qualquer pessoa com ensino superior possa ser um diplomata, aqueles que se graduam na área do Direito estão muito mais preparados para lidar com o intenso processo seletivo para essa carreira. São muitas etapas de provas, com questões bem específicas envolvendo diversas disciplinas vistas ao longo da graduação.

Consultor

O consultor é um profissional também muito importante para a sociedade. Ele prestará, como o nome já diz, consultoria jurídica para evitar que os mais diversos tipos de profissionais e pessoas tenham problemas com a lei. Esta é uma área interessante para quem deseja um dia a dia mais estável.

Tabelião de notas

O tabelião é um dos profissionais que atuam em cartórios. Esta é uma profissão com muitas responsabilidades, mas que também garante mais estabilidade aos seus profissionais, com horários mais fixos e uma rotina um pouco mais controlada. Requer, no entanto, uma boa carga de experiência na área e muita atenção.

Delegado

A carreira de delegado é uma das mais procuradas por quem se forma em Direito. Aqui, o profissional será responsável por uma delegacia, na qual gerenciará o corpo de policiais de uma região e lidará com os inquéritos e os problemas que surgirem por ali. É, apesar de uma posição de destaque, uma profissão que requer muita responsabilidade.

Defensor público

O defensor público é o advogado que atua na esfera pública, prestando serviços para os indivíduos que não podem arcar sozinhos com os ônus de uma consultoria particular. O ingresso nesta vaga, portanto, é feito mediante a prestação de um concurso público muito concorrido. Estudar aqui não é uma opção, e sim uma necessidade.

Procurador

A procuradoria é uma das áreas com mais possibilidades de atuação dentro do Direito. Você pode ser um procurador do Banco Central, da República, Federal, entre tantos outros. A lista é bem grande e as funções são muitas. Este profissional tem uma grande carga de comprometimento em suas mãos, e chegar a este cargo demanda muita experiência e estudo por parte dos candidatos.

Promotor

O promotor de Justiça é uma figura emblemática da área do Direito. Por isso, a sua remuneração é uma das mais atraentes (beirando os R$ 25.000,00). No entanto o concurso para esta vaga é muito concorrido, por isso a preparação em uma boa universidade é essencial para a construção de bases realmente fortes na educação jurídica do estudante.

Juiz

Agora, temos a carreira de juiz, uma das mais prestigiadas de todas. Este é, de certo modo, o ápice da carreira de um profissional de Direito. O profissional estará apto, após ganhar experiência e a conquista da vaga por meio de um concurso, a julgar os mais diversos inquéritos e ações.

Desembargador

Por fim, vamos falar sobre uma carreira extremamente importante. Os desembargadores nada mais são do que juízes de “alto escalão”. São poucas vagas disponíveis no Brasil e eles são responsáveis por atuar em locais como os Tribunais de Justiça, como o STF ou o STJ. São, portanto, indivíduos dotados de altíssima seriedade e essenciais para o funcionamento do Estado como um todo.

Veja 5 critérios para você escolher onde fazer o seu curso de Direito

Agora, que tal conferirmos algumas dicas para escolher uma boa universidade de Direito? Aqui, mostramos de forma prática alguns dos pontos que não podem ser deixados de fora em seu processo de tomada dessa decisão tão importante. Vamos lá?

Pesquise sobre a instituição

O primeiro grande passo para escolher uma boa universidade para cursar Direito é pesquisar bastante sobre a instituição. Utilize o que você tem em mãos: a internet é uma excelente ferramenta para buscar informações sobre a infraestrutura do local, conceitos no Ministério da Educação (MEC) e até mesmo opiniões de ex-alunos sobre o ensino.

É o caso da UCDB, a melhor universidade particular de Mato Grosso do Sul, que possui uma tradição de mais de 50 anos formando operadores do Direito.

Veja a sua grade curricular

Outra dica bacana é buscar a grade curricular da instituição. Elas podem variar um pouco de universidade para universidade e é essencial que você escolha aquela que julgar mais completa, abrangente e, principalmente, adequada às suas necessidades e aos seus objetivos.

Confira as oportunidades que a universidade oferece

A universidade que você está pesquisando é realmente comprometida com os seus estudantes? Verifique sempre isso antes de se matricular! Veja, por exemplo, se ela facilita o ingresso do aluno no mercado de estágios e se dispõe da infraestrutura necessária para que ele se qualifique adequadamente. Priorize também universidades que ofereçam o ensino em diferentes modalidades.

Veja o corpo docente da instituição

Pesquisar sobre o corpo docente é um critério absolutamente indispensável. Quando falamos sobre o curso de Direito, é importante que você tenha aulas com professores altamente qualificados e com muita experiência no campo jurídico. Assim, você aprenderá a partir das palavras de mestres que entendem do assunto.

Priorize os ensinos mais tradicionais

Por fim, é bem bacana optar por universidades com uma história consolidada no ramo do Direito. Ainda que cursos novos possam ser muito bons, os tradicionais têm algo que falta a eles: experiência. Quando falamos sobre uma graduação tão importante, é fundamental ter a confiança de adentrar em um ambiente que já formou grandes profissionais.

Saiba os motivos para optar pela Católica para estudar Direito

Por fim, precisamos falar um pouco sobre uma oportunidade incrível: estudar na UCDB. Esta é uma das principais instituições de ensino superior de Mato Grosso do Sul e a mais tradicional e importante quando o assunto é o curso de Direito.

A graduação em Direito da UCDB é um curso criado há mais de 50 anos e que conta com os mais qualificados e renomados professores em seu corpo docente. Por aqui, já passaram inúmeros juízes, desembargadores, promotores, defensores públicos e outros profissionais de destaque que hoje trabalham no Brasil e no exterior.

Confira os nossos diferenciais e saiba mais sobre a Universidade Católica Dom Bosco em nosso site oficial!

Chegamos ao fim de nosso bate-papo! Hoje, você aprendeu tudo sobre o curso de Direito e sobre essa carreira tão incrível. Esse é um profissional indispensável para a sociedade, mas essa profissão vai muito além de status social — o graduado em Direito carrega consigo grandes responsabilidades e precisa estar constantemente se qualificando e se atualizando.

Para mandar bem no vestibular de Direito e, claro, em várias matérias da universidade e também no dia a dia da profissão, saber redigir um bom texto é essencial. Confira, então, o nosso e-book gratuito sobre técnicas de redação matadoras para você passar no vestibular e se prepare para as suas provas e para a vida!

Comentários