Como sair da zona de conforto? Saiba aqui!

Você sabe como sair da zona de conforto? Para muitos, esta é uma pergunta sem grande importância, pois essa expressão significa que eles estão em uma situação — seja na vida pessoal, seja na vida profissional — que não oferece riscos nem dores de cabeça. É algo com o que já estão acostumados e, muitas vezes, até tiram de letra.

Por outro lado, é cada vez mais comum encontrar aqueles que buscam uma resposta a esse questionamento, por enxergarem a zona de conforto como algo negativo e que leva bastante gente à total estagnação. Afinal, fazendo uma analogia simples, estar na zona de conforto é como ter um carro muito potente na garagem e entender cada detalhe do sistema operacional do veículo, mas nunca sair com ele para a rua, por medo das adversidades que poderá encontrar lá fora. É viver sempre se podando e com medo das novidades e dos desafios.

Por esse motivo, trouxemos um artigo especial para falar sobre o assunto e ajudar você a identificar se também está lidando com esse problema e o que pode fazer para superá-lo. Acompanhe!

Sinais de que você está na zona de conforto

Quando você entra na zona de conforto e vivencia um estado constante de comodidade e estagnação, é possível identificar alguns sinais emitidos pela sua forma de agir e encarar as coisas. Por exemplo, você passa a se sentir pouco valorizado, acreditando que ninguém reconhece seu verdadeiro potencial e o propósito pelo qual você faz seu trabalho. Logo, não há necessidade de se provar e mostrar suas competências e habilidades.

Com isso, a sua carreira empaca, você nunca é promovido ou consegue uma oportunidade melhor de emprego, seus relacionamentos (amorosos, familiares e amizades) vão de mal a pior e até sua vida financeira apresenta problemas — com dívidas se acumulando e dinheiro acabando antes mesmo do fim do mês.

Por que sair da comodidade

Sair da comodidade é preciso porque estar habituado a essa forma de encarar as coisas é, sem exageros, ficar preso a ela. Afinal, por conta do medo do fracasso, do julgamento de terceiros, de ser desafiado e de encarar grandes mudanças, você perde a própria independência, a autoestima, a autoconfiança e a capacidade de solucionar problemas.

Você se habitua a ter apenas mais do mesmo e a passar despercebido entre a multidão. Com isso, não consegue progredir na carreira, procrastina no trabalho e nos estudos, tem dificuldade para se relacionar com os outros e ainda desenvolve, em muitos casos, problemas psicológicos — como transtorno de ansiedade, depressão, agorafobia e outros.

Resumindo: você deixa de se reconhecer quando se olha no espelho e não consegue nem sentir orgulho de si mesmo. É um estado de vida que estagna e suga todas as suas energias. Por isso, sair da comodidade trará muitos benefícios, como: ser mais flexível, desenvolver autoconfiança e autoconhecimento, controlar seus medos, melhorar suas relações, ser mais criativo e independente, além de aumentar seu potencial.

Como sair da zona de conforto com essas 4 dicas

Agora que você entende o que é o comodismo e como isso pode ser um problema sério, capaz de afetar sua autorrealização pessoal e profissional, chegou a hora de conferir algumas dicas para pôr fim a essa situação. Fique atento a elas e veja como nenhuma envolve soluções mirabolantes, mas sim ações práticas quanto a sua postura, aos seus estudos e a suas interações pessoais.

Estabeleça objetivos para alcançar

Para começar, trace objetivos que você tem para seu futuro, pois eles servirão de lembretes constantes de que é preciso sair da zona de conforto e conquistar mudanças positivas em sua vida. Pode ser, por exemplo, o cargo que você deseja ter, projetos que deseja realizar, viagens a fazer, bens materiais, entre outros.

Daí em diante, avalie seu cotidiano e veja como você gasta as horas do dia e se está sendo produtivo como deveria, principalmente quando envolve trabalho, estudos, tempo livre e rotina de sono. Em caso negativo, comece a gerenciar o tempo e a organizar sua agenda para se comprometer com aquilo que deseja alcançar.

Mantenha o foco em sua formação

A próxima dica é manter o foco em sua formação, pois não há melhor caminho para alcançar seus objetivos pessoais e profissionais do que aquele que envolve os estudos. Ao iniciar uma graduação, por exemplo, você é desafiado a aprender os detalhes de uma área de atuação, a desenvolver competências e habilidades necessárias para a rotina laboral e a conhecer — e conviver — com pessoas que têm metas e visões de vida diferentes das suas.

De quebra, um curso superior abre as portas para mais oportunidades no mercado de trabalho e permite que você tenha uma carreira promissora e com chances reais de crescimento. Dar continuidade a sua formação é ir na contramão da zona de conforto e da estagnação.

Invista em um bom networking

Fora apostar em uma formação completa, não deixe de investir também em um bom networking. Tenha em mente que expandir sua rede de contatos é uma excelente maneira de conhecer novos profissionais e obter oportunidades de trabalho e estudo que você precisa para vencer o comodismo, vivenciar novos desafios e engrenar sua carreira.

Desafie-se a fazer coisas diferentes

Por fim, ao cursar os semestres de sua graduação, não se prenda à ideia de apenas assistir às aulas. Ao contrário, explore o que o campus e as atividades acadêmicas de sua universidade têm a oferecer.

Isso é importante não só para complementar seu currículo, mas para que você se envolva com projetos, eventos, programas de extensão e afins que o tirem de sua bolha e o estimulem a descobrir novos interesses e novas perspectivas de futuro.

O mesmo, aliás, vale para o seu trabalho. Você pode ir sempre além das tarefas que são sua função e se envolver com atividades relacionadas a outros setores. Isso aumenta seu networking, mostra seu potencial dentro da empresa e valoriza sua atuação profissional.

Como você leu ao longo do post, é fundamental saber reconhecer os sinais de comodismo e estagnação que você pode estar enfrentando e nem mesmo se deu conta. Somente a partir dessa autoavaliação honesta e realista é possível adotar medidas para ter como sair da zona de conforto e, assim, colocar sua vida pessoal e profissional nos trilhos certos, rumo a um futuro bem-sucedido e realmente satisfatório.

Gostou de ler acerca do assunto? Então já sabe: assine nossa newsletter para conferir mais artigos sobre como ingressar no Ensino Superior e se destacar no mercado!

 

Comentários